ALLAN

Letra

primeira estrofe...

Quem é esse niggah que me liga a uma hora dessas

Tava no escritório a trabalhar meu coração agora pesa

Essa chamada não dá pra ignorar

Já a um tempão que a minha dama anda estranha então mbora nessa

Falei com o Boss disse que tinha um problema na fam

Dispensou-me do job e fui a guerra my man

Entrei no carro bem stressado e conduzí pra casa

Peguei o um charro fui fumando e consumí a passa

Hoje eu descubro se essa Bit*h trai ou não

E se for verdade não há como a casa vai ao chão

Não aceito abuso não brinques com o meu orgulho

Tou todo transpirado até parece que dei um mergulho

Nervos a flor da pele tou pronto pra ir ao Hell

Salto o portão entro nas calmas sem fazer barulho

Já tô em casa silêncio total

Ambiente muito estranho tudo fora do normal

A essa hora os miúdos voltaram da escola

Devem estar na vizinhança com amigos a jogar a bola

Entro na sala vejo roupas espalhadas no chão

Calmamente vou andando arrastando a minha sola

Vou ao quarto abro a porta devagar

Vejo a p*ta com outro gajo doggy Style tá levar

Ela geme e o puto não para

Cornos na minha cama não!!! hoje eu lhe cuspo na cara

Entro no quarto dou um Mpama ao cabr*o

O niggah tenta reagir  mas tenho a arma na palma da mão

Fod*sss esse gajo é atrevido 

Entra em casa f*de a wife e ainda quer lutar comigooo????

 

Coro

Ninguém sai vivo ×4

Ninguém sai vivo ×4

 

Segunda estrofe....

 

Agora é tarde pra pedir perdão

A culpa é toda tua nem vale a pena fingir que não

Enquanto ralo para dar-te boa vida tu me chifras

Chego em casa e dou de caras com esta situação

Minha dama com um mfana em minha cama

Damn essa cena vai dar trauma

 Perco a calma  pego a arma não há drama

Nesse quarto há guerra e hoje eu sou Dlhakhama

Fica quieta eu já te mostro como faço

Eu não aceito tuas desculpas eu não sou um corno manso

Dei-te amor de sobra sua cobra

Tu não valorizaste fizeste de mim investimento a curto prazo

Podes ter a máxima ou mínima certeza

Eu vos mato e digo que foi em legítima defesa

que encontrei o niggah a violar-te a ameacar-te 

Que se gritasses ele ia esfaquar-te

Mas de repente meu filho entra no quarto

Eu fico parvo Já nem sei mais o wue faço

Pergunta porque eu tenho a arma apontada pra mãe

E quem é esse moço aqui pelado

Eu digo filho fecha a porta e vai brincar

Eu e a tua mãe ainda temos muito por conversar

E é aí que eu viro uma besta

Aponto a arma pra o niggah e dou-lhe um tiro na testa

 

Coro

 

Ninguém sai vivo ×4

Ninguém sai vivo× 4

 

Baixar Letra - Grátis